Dr Eduardo Adnet


Médico Psiquiatra e Nutrólogo

Os Transtornos da Personalidade

Os Transtornos da Personalidade representam desvios, comumente extremos, ou significativos, dos modos como a pessoa vê a si própria e também da maneira como ela interage com outras pessoas. Estas alterações patológicas podem ser observadas através das percepções, dos pensamentos, das sensações, das expressões das linguagens verbal e não verbal, e particularmente das relações com os outros em relação àquelas de um indivíduo saudável e bem adaptado à sua cultura.

Embora uma pessoa possa apresentar diferenças bastante significativas em seu modo de ser e de agir, e também de se socializar, isto não necessariamente configura um Transtorno da Personalidade.

Na realidade, a literatura especializada, no que diz respeito aos Transtornos da Personalidade em Psicopatologia, é relativamente pobre, obscura e limitada.

Contudo, dentro do que já há bem descrito, sobressaem-se as características mais exuberantes dos Transtornos da Personalidade mais conhecidos. São eles:


 A Personalidade Paranóica


 A Personalidade Esquizóide


 A Personalidade Dissocial


 A Personalidade com Instabilidade Emocional (Borderline)


 A Personalidade Histriônica


 A Personalidade Anancástica


 A Personalidade Ansiosa (ou Esquiva)


 A Personalidade Dependente


 A Personalidade Excêntrica


 A Personalidade Imatura


 A Personalidade Narcísica

Breves exemplos:

As suspeitas constantes, infundadas e recorrentes no Transtorno da Personalidade Paranóica; as atividades solitárias e a introspecção no Transtorno da Personalidade Esquizóide; na pobreza (ou ausência) de empatia associada a uma baixa tolerância às frustrações no Transtorno da Personalidade Dissocial; na tendência a agir de modo imprevisível, por vezes inadequadamente impulsivo, e sem consideração pelas consequências no Transtorno da Personalidade com Instabilidade Emocional (Borderline); pela dramatização, teatralidade, e expressão exagerada das emoções no Transtorno da Personalidade Histriônica; e para finalizar, pela apreensão, insegurança e inferioridade no Transtorno da Personalidade Ansiosa.

É um complexo universo à parte dentro do território do comportamento humano adoecido.

Mesmo para profissionais de saúde mental, ainda que com vários anos de experiência, os Transtornos da Personalidade se constituem em um problemática à parte. Até porque, uma das mais enigmáticas características desta categoria de transtornos em Psiquiatria e em Psicopatologia é justamente a ausência de Consciência de Morbidade em relação ao Transtorno. Ou seja, uma grande parte dos portadores de Transtornos da Personalidade não é capaz de enxergar sua própria condição adoecida. E por isso não buscam tratamento, consequentemente fornecendo menos substrato para a elaboração de estudos clínicos, e de levantamentos epidemiológicos sobre essa população específica, com a finalidade de ajudar outras pessoas que, e lamentavelmente, também sejam portadoras de um Transtorno da Personalidade.

Para o indivíduo leigo, mesmo que bastante interessado no tema, a tarefa de reconhecer (ou de discernir tecnicamente) características próprias no território dos Transtornos da Personalidade pode ser algo árduo, difícil ou mesmo impraticável.

Contudo, e felizmente, esta não é uma regra aritmética.

 

 

Dr Eduardo Adnet

Médico Psiquiatra e Nutrólogo